Edição 68

Matérias Especiais

13/02: Início da Campanha da Fraternidade 2013

Tischenko Irina_shutter_fmt

A Campanha da Fraternidade (CF) está na sua 50ª edição. Realizada todos os anos, seu principal objetivo é despertar a solidariedade das pessoas em relação a um problema concreto que envolve a sociedade brasileira, buscando caminhos e apontando soluções. A primeira CF foi idealizada no dia 26 de dezembro de 1963, sob influência do espírito do Concílio Vaticano II. Ao longo da história, as campanhas abordaram questões do compromisso cristão na sociedade. Em alguns casos, essas questões discutidas fizeram surgir pastorais ou serviços no seio da Igreja.

Para a Campanha da Fraternidade 2013, que tem como tema Fraternidade e Juventude e lema Eis-me aqui, envia-me (Is 6,8), reproduzimos aqui trechos de discursos do Papa Bento XVI em diferentes ocasiões ao se dirigir aos jovens.

Mensagem pelo Dia Mundial da Paz em 2012

Queridos jovens, vivei com confiança a vossa juventude e os anseios profundos que sentis de felicidade, verdade, beleza e amor verdadeiro. Vivei intensamente esta fase da vida, tão rica e cheia de entusiasmo. Sabei que vós mesmos servis de exemplo e estímulo para os adultos, e tanto mais o sereis quanto mais vos esforçardes por superar as injustiças e a corrupção, quanto mais desejardes um futuro melhor e vos comprometerdes a construí-lo. Cientes das vossas potencialidades, nunca vos fecheis em vós próprios, mas trabalhai por um futuro mais luminoso para todos. Nunca vos sintais sozinhos! A Igreja confia em vós, acompanha-vos, encoraja-vos e deseja oferecer-vos o que tem de mais precioso: a possibilidade de levantar os olhos para Deus, de encontrar Jesus Cristo — Ele que é a justiça e a paz.

Discurso aos jovens angolanos

Jovens, eu vos digo: coragem! Ousai decisões definitivas, porque, na verdade, são as únicas que não destroem a liberdade, mas lhe criam a justa direção, possibilitando seguir em frente e alcançar algo de grande na vida. Sem dúvida, a vida só pode valer se tiverdes a coragem da aventura, a confiança de que o Senhor nunca vos deixará sozinhos. Juventude angolana, liberta dentro de ti o Espírito Santo, a força do Alto! Confiado nela, como Jesus, arrisca este salto, por assim dizer, no definitivo e com isso dá uma possibilidade à vida! Assim criar-se-ão entre vós ilhas, oásis e depois grandes superfícies de cultura cristã, onde se tornará visível aquela “cidade santa que desce do céu, da presença de Deus, bela como noiva adornada para o seu esposo”. Tal é a vida que vale a pena ser vivida e que de coração vos desejo.

Discurso aos jovens em 06 de agosto de 2010

A fé cristã não é só crer em verdades, mas é antes de tudo uma relação pessoal com Jesus Cristo, é o encontro com o Filho de Deus, que dá a toda a existência um novo dinamismo. Quando entramos em relação pessoal com Ele, Cristo nos revela a nossa identidade, e, na sua amizade, a vida cresce e se realiza em plenitude. Há um momento, quando somos jovens, em que cada um de nós se pergunta: “Que sentido tem a minha vida, que finalidade, que orientação lhe devo dar?”. É uma fase fundamental, que pode perturbar o ânimo, às vezes também por muito tempo. Pensa-se no tipo de trabalho a empreender, quais relações sociais estabelecer, que afetos desenvolver… Nesse contexto, penso de novo na minha juventude. De certa forma, muito cedo tive a consciência de que o Senhor me queria sacerdote. Mais tarde, depois da guerra, quando no seminário e na universidade, eu estava a caminho para essa meta, tive que reconquistar essa certeza. Tive que me perguntar: “É este verdadeiramente o meu caminho? É deveras esta a vontade do Senhor para mim? Serei capaz de Lhe permanecer fiel e de estar totalmente disponível para Ele, ao Seu serviço?”. Uma decisão como essa deve ser também sofrida. Não pode ser de outra forma. Mas depois surgiu a certeza: é bem assim! Sim, o Senhor me quer, por isso também me dará a força. Ao ouvi-Lo, ao caminhar juntamente com Ele, me torno deveras eu mesmo. Não conta a realização dos meus próprios desejos, mas a Sua vontade. Assim a vida torna-se autêntica.

Discurso aos jovens na XX Jornada Mundial da Juventude

Queridos jovens, a felicidade que procurais, a felicidade que tendes o direito de saborear tem um nome, um rosto: o de Jesus de Nazaré, oculto na Eucaristia. Só Ele dá plenitude de vida à humanidade! Com Maria, dizei o vosso sim àquele Deus que deseja oferecer-se a vós. Repito-vos hoje o que disse no início do meu pontificado: “Quem faz entrar Cristo [na própria vida] nada perde, nada absolutamente nada do que torna a vida livre, bela e grande. Não! Só nessa amizade se abrem de par em par as portas da vida. Só nessa amizade desabrocham realmente as grandes potencialidades da condição humana. Só nessa amizade nós experimentamos o que é belo e o que liberta”. Disto estai plenamente convictos: Cristo de nada vos priva do que tendes em vós de belo e de grande, mas tudo leva à perfeição para a glória de Deus, a felicidade dos homens e a salvação do mundo.

PASINI, Frei Edrian Josué (Org.). Almanaque Santo Antônio. Petrópolis: Vozes, 2012.

cubos