Edição 52

Notícias

A África do Sul em 24 datas

africa-do-sul

• 1478 – Em busca do caminho para as Índias, o português Bartolomeu Dias contorna o Cabo das Tormentas e o rebatiza de Cabo da Boa Esperança.

• 1652 – Uma pequena expedição da Companhia Holandesa das Índias Orientais, comandada por Jan Van Riebeeck, chega a Table Bay em abril daquele ano. É o início da povoação holandesa na região do Cabo. Lentamente, os colonos passam a considerar a região como sua nova pátria e criam uma língua, o africâner.

• 1806 – Os ingleses chegam ao Cabo e lutam contra os nativos negros e os escendentes de holandeses (bôeres) pela região.

• 1836 – Vencidos pelos ingleses, os descendentes de holandeses são obrigados a migrar para as regiões leste e norte do País. A Grande Jornada vai levá-los a criar os estados de Free State e Traansvall.

• 1880 – Estoura a Guerra dos Bôeres, entre ingleses e descendentes dos holandeses.

• 1893 – Mahatma Gandhi desembarca em Natal (Duban), onde sofre preconceito por ser indiano. O fato vai levá-lo a desenvolver, na África do Sul, sua famosa filosofia de não violência, a Satiagraha.

• 1910 – Os antigos estados bôeres juntam-se às colônias do Cabo e de Natal para constituir a União Sul-africana.

• 1911 – A minoria branca, composta de ingleses e bôeres, agora chamados africâneres, promulga uma série de leis com o objetivo de consolidar seu poder sobre a população,
majoritariamente negra.

• 1948 –O apartheid (separação em africâner) é oficializado como política pública pelo Partido Nacional (PN), força política que irá dominar o País por mais de 40 anos. Em resistência, o Congresso Nacional Africano (CNA), organização negra fundada em 1912, inicia a campanha de desobediência civil.

• 1960 – A polícia mata 67 negros que participavam de uma manifestação liderada pelo CNA em Shapeville, favela situada a 80 km de Johannesburgo. O Massacre de Shapeville provoca marchas de protestos em todo o País. Como consequência, o CNA é declarado ilegal.

• 1961 – A África do Sul obtém sua independência após um plebiscito que decide por sua saída da Comunidade Britânica. Nesse mesmo ano, o País é proibido de participar de  competições internacionais de futebol em razão do apartheid. A proibição irá durar até 1992.

• 1962 – Nelson Mandela é preso e sentenciado a cinco anos de prisão por viajar ilegalmente ao exterior e incentivar greves.

• 1964 – Nelson Mandela é condenado à prisão perpétua.

• 1971 – O apartheid se agrava. Escolas começam a separar os negros por etnia e idioma, e iniciam-se as migrações forçadas.

• 1984 – Uma revolta popular contra o apartheid leva o governo a adotar a Lei Marcial. Outros países decretaram sanções econômicas como meio de pressão pelo fim do apartheid. Acuado, o presidente Pieter Botha promove reformas, preservando aspectos essenciais do apartheid. Líderes mundiais e artistas pedem a libertação de Nelson Mandela.

• 1987 – Cai o apartheid.

• 1990 – Nelson Mandela é liberto, e o CNA recupera a legalidade.

• 1993 – Inconformados com o avanço das reformas contra o apartheid, líderes de 21 grupos extremistas fundam a Frente Nacional Africâner (FNA). Em resposta, o presidente Frederik de Klerk convoca as primeiras eleições para o governo de transição. Em outubro, De Klerk e Mandela ganham o Prêmio Nobel da Paz.

• 1994 – As primeiras eleições democráticas da África do Sul elegem Nelson Mandela, candidato do CNA, como novo presidente.

• 1995 – Pela primeira vez na história, a seleção sul-africana de rúgbi é campeã mundial, na final contra a Nova Zelândia, em Johannesburgo.

• 1999 – Thabo Mbeki sucede a Nelson Mandela na presidência da África do Sul. Mbeki será eleito para um segundo mandato em 2005.

• 2007 – Sem fração do simbolismo de sua primeira conquista, a África do Sul obtém seu segundo título mundial de rúgbi ao derrotar a Inglaterra por 15 a 6, no Stade de France, em Saint-Dennis, na França.

• 2009 – O zulu e poligâmico Jacob Zuma é eleito presidente da África do Sul, mantendo o CNA no poder.

• 2009 – O Brasil vence a Copa das Confederações, torneio preparatório à Copa do Mundo. Sob o comando do brasileiro Joel Santana, a África do Sul termina em quarto, após uma semifinal em que dificultou muito a vida dos pentacampeões mundiais.

Fonte: Revista Viagem e Turismo e Placar. Edição
Especial África do Sul Copa 2010. 169 – B, novembro.
São Paulo: Abril, 2009.

cubos