Edição 64

Projeto Didático

A educação, a razão e o conhecimento são tesouros adquiridos que ninguém pode nos tirar…

Educandário Jesus Salvador – Caruaru – PE

LEO_5676_fmt

A literatura é a forma mais fantástica de lidar com as palavras, nos levando a universos diferentes e imaginações surpreendentes que decorrem do mundo da arte de ler e escrever…

Feliz a criança que ouve histórias bem contadas e direciona o olhar para se encantar com as proporções do que significa ler e compreender.

Dinâmico e provedor de conhecimento é o adulto que, em seu interesse, desperta na criança a magia pela leitura.

Ler é acreditar na magia das descobertas, perceber o encanto proporcionado desde a nossa infância e ser um eterno apaixonado por esse mundo das letras, que, com seus sons, badala o que simplesmente chamamos de ler.

Entre tantos objetivos que buscamos na realização da I Feira Literária do Educandário Jesus Salvador, o mais importante foi perceber a nossa contribuição na formação consciente dos nossos queridos alunos nesse maravilhoso, espetacular e lindo encanto da leitura.

A aquisição de um livro é só um detalhe…

O conhecimento absorvido através dele é o que fará a diferença!

Contudo, nos submetemos a alcançar estes objetivos:

Promover a interação entre leitor, livro e aluno observador.

Estimular a leitura de forma agradável.

Desenvolver na criança o hábito de ler com prazer.

Estimular a viagem no texto, compreendendo o contexto da leitura.

Levar a criança a aprender a interpretar o que se lê, para saber se expressar e contar uma história.

• Valorizar a literatura infantil como ponto de estrutura e partida para outras leituras.

Despertar nos pais a importância de ler para seus filhos.

LEO_5722_fmt

Opinião final

Temos a certeza de que nem todos os objetivos planejados podem ser alcançados, pois seria fantástico resolver as falhas de interpretação e leitura em um passe de mágica, em um único evento…

Mas, de fato, é necessário permanecer teclando no mesmo tópico: precisamos ajudar nossas crianças a serem mais humanas, a terem mais contato com papel e caneta, a voltarem a desenhar corações num pedacinho de folha de caderno e escrever: “Tia, eu te amo!”.

Estamos nos afastando do contato humano porque as máquinas estão à nossa frente o tempo inteiro.

Quantas mães deixaram de contar histórias para seus filhos porque não têm tempo nem paciência e deixam a TV, o DVD e tantas outras máquinas fazerem esse trabalho que é tão marcante e eficaz na vida da criança.

cubos