Edição 58

O livro da vez

Casamento à prova de filhos

Dra. Debbie Cherry
Ed:Santos

Durante mais de trinta anos, estive sentado no consultório de aconselhamento ouvindo casais despejarem a sua dor. Pessoalmente, nada tem sido mais triste do que ver casais priorizarem a educação dos filhos em detrimento do seu casamento. Eles foram iludidos a pensar que a melhor coisa a ser feita era procurar suprir as necessidades dos filhos. Na verdade, eles falharam em não reconhecer que, quando deixaram de atender às necessidades um do outro, estavam provendo o pior exemplo possível para seus filhos. Minha esposa e eu aprendemos cedo, em nosso casamento, que precisávamos focar um no outro se quiséssemos um dia nos tornarmos bons pais. Tivemos sérias dificuldades nos primeiros anos, antes de os filhos chegarem. Quando chegaram, sabíamos que não poderíamos deixar que aqueles pequenos tesouros se colocassem entre nós dois. Amávamos nossos filhos do fundo do coração, mas, mais do que qualquer outra coisa, queríamos ter o tipo de casamento que serviria de exemplo para eles. Lembro-me do nosso esforço em colocá-los na cama cedo para que pudéssemos ter um tempo juntos. Karolyn escolheu ficar em casa com os filhos, e concordamos em viver com um orçamento mais apertado para que pudéssemos ter um tempo para o nosso casamento e a educação deles. Não estou dizendo que foi fácil. Os filhos saíram de casa, e nós continuamos juntos — amando, aprendendo e crescendo.

Estou convencido de que uma das melhores coisas que podemos fazer pelos nossos filhos é prover-lhes um modelo conjugal saudável. Os filhos precisam saber que seus pais não apenas os amam, mas também amam um ao outro. O sentimento de segurança dos filhos cresce quando veem os pais se amando mutuamente. Colocar o casamento em segundo plano durante dezoito anos ou mais enquanto o casal educa os filhos não é apenas prejudicial para o casamento, mas também devastador para os filhos. Precisamos aprender a cuidar dos filhos ou não demorará muito para percebermos que o casamento está definhando e morrendo.

Quando o casamento começa a desintegrar-se, os filhos se tornam os maiores perdedores. Eles perdem sua identidade familiar, sobre a qual constroem seu sentimento de segurança. Quando os filhos não se sentem seguros, o mundo deles parece desmoronar. Não serão as idas e vindas para a escolinha de futebol, a natação, as lições de piano ou os brinquedos que compensarão esse tipo de perda.

Uma pesquisa recente mostra que, quando a unidade familiar desmorona, o mesmo ocorre com as crianças. Filhos de lares destroçados mostram um índice mais elevado de:

Problemas acadêmicos
Evasão escolar
Promiscuidade
Gravidez na adolescência
Uso/abuso de álcool e drogas
Fuga de casa
Problemas emocionais e comportamentais
Violência
Delinquência
Suicídio
Pobreza na fase adulta

E esses são apenas alguns dos problemas. Por isso, se você acha que está fazendo o melhor pelo seu filho ao colocar seu cônjuge em segundo plano, está redondamente enganado. Embora seja evidente que nossos filhos necessitem do nosso tempo e da nossa atenção (e do nosso dinheiro), precisa ficar claro que eles não requerem todo o nosso tempo ou toda a nossa atenção (ou dinheiro). Se quisermos influenciar a próxima geração, precisamos experimentar uma mudança de atitude. É claro que estamos interessados em proteger nossos filhos de todas as coisas que acabei de enumerar acima, e a melhor forma de fazê-lo é ajudar os casais a permanecerem juntos.

A oportunidade de ler um livro como Casamento à Prova de Filhos pode nos ajudar com ideias práticas na construção de um casamento forte. Enquanto estávamos criando nossos filhos, tivemos de aprender as coisas do modo mais difícil, mas você tem a oportunidade, hoje, por intermédio desse livro, de aprender como manter o seu casamento no topo da lista de prioridades. Assim, terá o privilégio de vê-lo crescer em força e felicidade. Nesse livro, Debbie realizou um trabalho maravilhoso ao apresentar os desafios mais importantes que enfrentamos como pais durante os diferentes estágios do cuidado paternal e maternal. Ela compartilha, de uma maneira singular e interessante, as experiências do seu relacionamento conjugal e da educação de filhos, que farão com que você se sinta motivado a virar as páginas do livro e a aceitar o desafio de começar a fazer mudanças hoje.

Una-se a nós no objetivo de ajudar os casamentos a ficarem mais fortes — mesmo durante o período da criação dos filhos — e contribuir para que as uniões parem de sucumbir. Se formos bem-sucedidos nesse propósito, ajudaremos a fortalecer nossa unidade familiar e, consequentemente, a prover os nossos filhos do melhor. Embora não seja fácil continuar focado na edificação do seu casamento enquanto cria seus filhos, isso é essencial para a saúde de ambos a longo prazo. Se parece difícil fazer esse esforço pelo seu casamento, faça-o pelos filhos! Se vocês realmente desejam ser os melhores pais possíveis, procurem tornar-se o melhor casal que puderem ser.

Que Deus abençoe a você e aos seus.

Gary D. Chapman é Ph.D.

cubos