Edição 04

A fala do mestre...

Cronologia de Piaget

1896
Piaget nasce no dia 9 de agosto, na cidade suíça de Neuchâtel, filho de Arthur Piaget, professor de Literatura.

1907
Com apenas 10 anos, publica na revista da Sociedade dos Amigos da Natureza de Neuchâtel artigo sobre um Pardal Branco. Torna-se assessor do Museu de História Natural local.

1915
Forma-se em Biologia pela Universidade de Neuchâtel. Desde o ginásio lá está interessado em Filosofia e Psicologia.

1918
Torna-se doutor com uma tese sobre moluscos e muda-se para Zurique para estudar Psicologia, principalmente psicanálise.

1919
Muda-se para a França e ingressa na Universidade de Paris. É convidado a trabalhar com testes de inteligência infantil.

1921
A convite do psicólogo da educação Edouard Claparède, um dos principais nomes da Escola Nova, passa a fazer suas pesquisas no Instituto Jean-Jaques Rousseau, em Genebra, destinado à formação de professores.

1923
Lança o primeiro livro sobre suas pesquisas, A Linguagem e o Pensamento da Criança.

1924
Casa-se com uma de suas assistentes, Valentine Châtenay, com quem teve três filhos: Jacqueline (1925), Lucienne (1927) e Laurent (1931).

1925
Começa a lecionar Psicologia, História da Ciência e Sociologia em Neuchâtel.

1929
Passa a ensinar História do Pensamento Científico, em Genebra, e assume o Gabinete Internacional de Educação, dedicado a estudos pedagógicos.

Anos 30
Escreve vários trabalhos sobre as primeiras fases do desenvolvimento, muitos deles inspirados na observação de seus três filhos.

1940
Com a morte de Claparède, torna-se seu sucessor como professor e diretor do Laboratório de Psicologia.

1941
Publica trabalhos sobre a formação dos conceitos matemáticos e físicos, com as pesquisadoras Barbel Inhelder e Alina Szeminska.

1946
Participa da elaboração da Constituição da Unesco, órgão das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. Torna-se membro do conselho executivo e é várias vezes subdiretor geral, responsável pelo Departamento de Educação.

1950
Publica Introdução à Epistemologia Genética, a primeira síntese de sua teoria do conhecimento.

1952
É convidado a lecionar na Universidade de Sorbonne, em Paris, sucedendo ao filósofo Merleau-Ponty.

1955
Funda o Centro Internacional de Epistemologia Genética, em Genebra, destinado a realizar pesquisas interdisciplinares sobre a formação da inteligência

1967
Escreve Biologia e Conhecimento, a principal obra da sua maturidade.

1980
Morre em Genebra no dia 16 de setembro.

Fonte: Revista Nova Escola
agosto 1996

cubos