Edição 105

Dicas de leitura

Dicas de leitura

Verdades e mentiras – Ética e Democracia no Brasil

É senso comum dizer que todo político mente. Mas não seria a verdade uma ilusão, uma impossibilidade que tornaria a mentira ética?

Nesse livro, quatro respeitados pensadores de nosso tempo — Mario Sergio Cortella, Leandro Karnal, Luiz Felipe Pondé e Gilberto Dimenstein — debatem as fricções que envolvem a tensa relação entre ética e democracia, colocando em xeque as verdades e as mentiras que compõem o universo político nacional. Com opiniões por vezes divergentes, mas que se complementam, eles discutem o que, de fato, define um governo democrático e o quanto ele é reflexo de nosso posicionamento como cidadãos.

Os autores trazem à conversa temas que tratam de práticas e dilemas da vida pública com que temos convivido já há bastante tempo e mostram que, mesmo em cenários de crise, há, sim, motivos para acreditar no exercício de uma democracia que tenha o coletivo como bem maior.

Autores: Mario Sergio Cortella, Gilberto Dimenstein, Leandro Karnal e Luiz Felipe Pondé

Por que fazemos o que fazemos? Aflições vitais sobre trabalho, carreira e realização

Bateu aquela preguiça de ir para o escritório na segunda-feira? A falta de tempo virou uma constante? A rotina está tirando o prazer no dia a dia? Anda em dúvida sobre qual é o real objetivo de sua vida? Em Por Que Fazemos o Que Fazemos?, o filósofo e escritor Mario Sergio Cortella desvenda estas e outras preocupações com relação ao trabalho.

Mario Sergio Cortella

Ética e vergonha na cara!

Jogar lixo no chão, colar na prova, oferecer dinheiro em troca de algum benefício — todos esses comportamentos podem ser facilmente percebidos em nosso dia a dia, quase como se fossem situações corriqueiras e típicas da cultura brasileira. Mas de que maneira isso se reflete na formação de crianças e jovens? A corrupção estaria mais próxima de nossa vida cotidiana do que gostaríamos de supor?

Como Mario Sergio Cortella e Clóvis de Barros Filho discutem nesse livro, seja em casa, seja na escola ou no trabalho, muitas vezes os meios utilizados para alcançar um objetivo acabam sendo tratados como uma questão menor diante dos resultados obtidos.

Os autores lançam aqui uma importante reflexão sobre o modo como orientamos nossas escolhas, mostrando de que forma a vergonha encontra seu lugar na ética, a fim de que possamos pensar e agir para além do comodismo e dos prazeres individuais.

Autores: Mario Sergio Cortella e Clóvis de Barros Filho
cubos