Edição 29

Dicas de filmes

Dicas de Leitura

ERA UMA VEZ ANDERSEN – RECONTADO POR KÁTIA CANTON

Era uma vez Andersen reúne seis histórias do dinamarquês Hans Christian Andersen, o “pai do conto de fadas moderno”, recontadas por Kátia Canton, e traz uma biografia do autor em forma de conto, numa edição comemorativa dos 200 anos de seu nascimento.

As ilustrações, de artistas plásticos contemporâneos (Beth Moysés, Nina Moraes, Renata Pedrosa, Silvia Mecozzi, Alzira Fragoso e Gabriel Veiga Jardim), dialogam com imagens antigas de Vilhelm Pedersen, que ilustraram edições originais de Andersen.

AUTORA: Kátia Canton
ILUSTRAÇÕES: Beth Moysés, Nina Moraes, Renata Pedrosa, Silvia Mecozzi, Alzira Fragoso e Gabriel Veiga Jardim
EDITORA: DCL

ERA UMA VEZ PERRAULT – Recontado por Kátia Canton

Depois do livro Era uma vez Andersen, que inaugurou a coleção Era uma vez, em que Kátia Canton reconta histórias dos autores clássicos dos contos de fadas, a Editora DCL lança Era uma vez Perrault. Suas histórias mostram a adequação do autor à moralidade da época barroca. Para ilustrar essa obra, a autora convidou alguns artistas a darem suas interpretações das histórias. Os ilustradores são Alzira Fragoso, Elisa de Magalhães, Flávia Ribeiro, Luciana Schiller, Luiz Hermano, Márcia Clayton, além das ilustrações clássicas de Gustave Doré.

AUTORA: Kátia Canton
ILUSTRAÇÕES: Vários Ilustradores
EDITORA: DCL

ERA UMA VEZ IRMÃOS GRIMM – Recontado por Kátia Canton

Outro lançamento, na Bienal, em que Kátia Canton reconta histórias dos autores clássicos dos contos de fadas é o livro Era uma vez Irmãos Grimm. Nas histórias dos Irmãos Grimm, os valores humanos da formação da cultura alemã, como justiça, lealdade e verdade, estão sempre presentes. Para ilustrar a obra, a autora convidou alguns artistas contemporâneos: Josely Carvalho, Sandra Tucci, Hortênsia Barreto, Ana Kesselring, Henk Nieman, além de ilustrações de 1882 de Walter Crane.

AUTORA: Kátia Canton
ILUSTRAÇÕES: Vários Ilustradores
EDITORA: DCL

A FESTA DA PRINCESA, QUE BELEZA!

Com mais de 100 livros publicados, 35 anos de carreira e diversos prêmios, um dos mais conhecidos e renomados autores de literatura infantil e juvenil, Elias José, estréia na Editora DCL e lança na Bienal a sua mais nova obra, A festa da princesa, que beleza!. Nesse livro, o autor reconta a história do plebeu João e da princesa do reino de Bambuluá, conto popular da tradição oral brasileira, recolhido por Câmara Cascudo. “É uma bela história de amor, um conto de fadas com todos os elementos mágicos encantatórios e com uma carga poética especial”, avalia o autor.

AUTOR: Elias José
ILUSTRAÇÕES: Rosinha Campos
EDITORA: DCL

BRASIL-MENINO

Depois dos sucessos das coleções Com uma história na mão, em que as narrativas recorrem às partes do corpo humano e fazem uma seleção poética de ditos populares, e Provérbios brasileiros, em que a autora organiza alguns provérbios, interligados por uma associação de idéias, Fátima Miguez lança o primeiro volume da nova coleção: Brasil em letras e cores, que tem por objetivo fazer uma viagem pela cultura brasileira por meio das artes. O tema do primeiro volume, Brasil-menino, é a infância e como ela foi representada na pintura brasileira.

AUTORA: Fátima Miguez
ILUSTRAÇÕES: Pedro Rafael
EDITORA: DCL

PERERÊÊÊ PORORÓÓÓ

Este livro de Lenice Gomes é todo em prosa poética e constituído, em sua maior parte, por versos livres, de cadência ou rimas fixas — à exceção dos trechos em que aparecem as adivinhas e as cantigas — e que procuram conciliar oralidade e musicalidade. Raul e Diva são duas crianças de qualquer cidade do Brasil que brincam e conversam sobre lendas que ouvem dos mais velhos. Numa tarde de travessuras, o vento atrai os dois até um casarão iluminado. Lá dentro, encontram três sacis que rodopiam intensamente e os arrastam para o meio do salão. Diva propõe advinhas para os sacis. As crianças se divertem e vivem aventuras com eles e concluem que é impossível não acreditar que os sacis existam.

AUTORA: Lenice Gomes
ILUSTRAÇÕES: André Neves
EDITORA: DCL

A MÃE D’ÁGUA (uma lenda do mar)

Esse livro conta a história de Mãe D’Água, filha da Mãe Fada e do Rei Lua. Ela é a rainha dos mares. Há muitos pretendentes para se casar com Mãe D’Água, e os candidatos partem para algumas provas de coragem. Muito tempo depois, retorna um cavaleiro pelo qual ela se apaixona. Ele era o filho do Sol. Os dois se casam e têm um filho. Mas, durante uma viagem, é transformada numa enorme flor. Quando retorna, foge com o filho para o fundo do mar. Dizem que, quando anoitece, é possível vê-la sobre a superfície das águas do mar. Mas quem a vê fica logo encantado.

AUTORA: Lenice Gomes
ILUSTRAÇÕES: Graça Lima
EDITORA: DCL

DADÁ, A MULHER DE CORISCO

Dadá, a mulher de Corisco, esbanjava coragem de homem sem nunca deixar de ser feminina. De menina assustada, passou a mulher destemida, ao lado dos cangaceiros, em suas fugas intermináveis pela caatinga. Mesmo vivendo sob tiros e cheiro de pólvora, teve sete filhos e foi capaz de fazer moda, costurando os famosos bornais usados pelos cangaceiros. As ilustrações ousadas de Miadaira — mescla de escultura em madeira, texturas de quimonos e gravuras de Picasso — mostram uma outra maneira de se contar, por meio de imagens, as histórias do Nordeste brasileiro.

AUTORA: Luciana Savaget
ILUSTRAÇÕES: Gilberto Miadaira
EDITORA: DCL

BRASILEIRINHO – História de Amor do Brasil

A formação do povo brasileiro é um assunto que está sempre em discussão e que muitas vezes não está esclarecido para alguns adultos. Foi pensando nisso que Ieda de Oliveira escreveu Brasileirinho – História de Amor do Brasil. A autora pretende contribuir, de forma bem-humorada, por meio da música e da poesia, para uma viagem por nossas raízes culturais. Além de o leitor reconhecer um pouco do jeitinho do brasileiro em cada etnia que ajudou a formar a “cara” do Brasil, vai poder dançar e cantar ao ritmo de melodias que remetem a essas múltiplas culturas.

AUTORA: Ieda de Oliveira
ILUSTRAÇÕES: Luís Dias
EDITORA: DCL

TEMAS PARA UM PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO

As ferramentas (para transformar idéias em ação) usadas pelas escolas sempre tiveram um enfoque legal e, até, legalista. São a própria lei, os pareceres e as resoluções dos Conselhos de Educação, os regimentos escolares...

Agora, embora a prática continue a mesma, pela primeira vez, de uma forma concreta e não apenas genérica, a lei “manda” usar uma ferramenta construída pela teorização do planejamento nas últimas quatro décadas: fala, timidamente, em “proposta pedagógica”, mas isso permite que entendamos a necessidade de termos, em cada instituição ou grupo, um projeto político-pedagógico. Isso pode, contudo, ser motivo de frustração: podem sobrepor-se ao planejamento as ferramentas costumeiras e toda a construção, toda a busca, toda a paixão das pessoas envolvidas terminar como tentativas vãs que aumentarão o desânimo e a desesperança.
Eis o motivo deste livro: contribuir para que os professores e o pessoal das escolas em geral aproveitem essa oportunidade em favor de uma escola mais democrática no seu fazer diário.

AUTOR: Danilo Gandin / Luís Armando Gandin
EDITORA: Vozes

AS DIMENSÕES DO PROJETO POLÍTICO-PEDAGÓGICO

No momento em que conceitos como gestão eficiente, produtividade, eficácia, qualidade total, entre outros — provenientes de orientações gerencialistas e estratégicas —, são profusamente introduzidos no campo educacional, reconfigurando idéias e valores, nossa escola necessita ser repensada por seus próprios atores — professores, dirigentes, técnicos administrativos, alunos, família — , levando em conta sua função social e sua própria história.
Os textos que compõem esse livro procuram dar conta não só de algumas dimensões do projeto político-pedagógico, mas também de questões teóricas e práticas que orientam a reflexão sobre a escola, tomando como base as atuais políticas públicas.
Nesse sentido, a estrutura metodológica do livro considerou as seguintes dimensões: o projeto político-pedagógico no contexto das políticas educacionais; os territórios de intervenção da comunidade, da família e da escola; os desafios dos paradigmas curriculares e avaliativos; a construção das identidades dos sujeitos do processo educativo.

AUTOR: Vários Autores
EDITORA: Papirus Editora

ULOMMA: A CASA DA BELEZA E OUTROS CONTOS

O nigeriano Sunny reúne em Ulomma: a casa da beleza e outros contos (Paulinas) histórias de origem africana pouco conhecidas por aqui. Uma das narrativas, Todos vocês, tem as mesmas raízes do tradicional conto brasileiro A festa no céu, que explica por que o jabuti — ou a tartaruga, no caso dos nigerianos — tem o casco todo remendado. As ilustrações a guache de Denise Nascimento trazem as cores quentes da África. O livro é ideal para leitores em processo de aprendizagem de leitura.

AUTOR: Sunday Ikechukwu Nkeechi
ILUSTRAÇÕES: Denise Nascimento
EDITORA: Paulinas
cubos