Edição 61

Editorial

Editorial

Prezado Educador/Prezada Educadora,

Chegamos ao último número da Construir Notícias neste ano de 2011. Encerramos com um tema bastante polêmico e preocupante: O que deixaremos para as gerações futuras.

Vivemos em um mundo onde presenciamos muitas barbaridades, conflitos, desrespeitos e falta de amor, o que nos leva a questionar o que ainda falta acontecer. É um momento particularmente muito complexo.

A Construir Notícias, por ser um veículo de comunicação entre educadores comprometido com a vida em todas as suas dimensões, vem, nesta edição com diversas matérias, pedir a todos os nossos parceiros e educadores que reflitam sobre o que está acontecendo em nosso mundo e elaborem projetos, dialoguem, mudem, conscientizem seus alunos para um mundo melhor e de que podemos fazer o diferencial.

Mas, ao mesmo tempo em que ficamos pesarosos e pensativos com tudo o que temos visto, surge, nesta edição, a preocupação com o que estamos deixando de valor para as nossas crianças e, diante disso, a importância de resgatar, avivar, evidenciar valores éticos e morais e assim ver aparecer sinais de esperança e de vidas que desabrochem para um mundo melhor.

Na celebração do Natal, comemoramos o nascimento de Jesus Cristo, período festivo que normalmente leva-nos à reflexão, a planejamentos e estabelecimento de metas, muitas a curto e outras a longo prazo.Convidamos, então, cada um de nossos leitores a juntar-se a nós na busca de um mundo melhor, trabalhando no resgate da importância de viver valores como o que há de mais precioso para ser deixado para as gerações futuras.

Natal é um momento propício para meditar e escutar apelos. Sempre surpreende e desperta esperança, faz sonhar e humaniza as relações. Mas o Natal também é o momento propício para todos refletirem sobre a forma como têm encarado e ajudado a superar essa dolorosa realidade humana de desrespeito ao irmão, ao colega, ao vizinho, ao professor, enfim, ao filho de Deus. Que tal, nesses meses que se aproximam do Natal, criar laços com pessoas de diferentes culturas, religiões, categorias sociais? Que tal olhar, contemplar, escutar crianças brincando, se relacionando entre si, gritando seus anseios e, junto com elas, sonhar com a esperança de construir um tempo novo?

Um grande abraço fraterno e que o Menino Jesus possa nascer em cada coração.

Que Deus vos abençoe!

assinatura

cubos