Edição 89

Editorial

Editorial

Prezado Educador,
Prezada Educadora,

menino_nerd_livro_lendo_optEstudos relacionados à neurociência e sua relação com a aprendizagem têm sido muito discutidos no meio educacional, entretanto, ainda há muito a ser estudado. A todo tempo, novas formas de trabalhar em sala de aula vêm orientando docentes na incansável busca pela didática de ensino mais adequada ao seu público-alvo, e a neuroeducação propõe muitas discussões que auxiliam o docente a entender como seu aluno aprende.

Por isso, nesta edição a Construir Notícias traz uma pequena contribuição para você, educador e educadora, compreender melhor este tema.

Em termos gerais, a Neurociência da Aprendizagem é o estudo de como o cérebro aprende. É a compreensão de como as redes neurais são estabelecidas no momento em que ocorre a aprendizagem e como os estímulos chegam ao cérebro, como as memórias se consolidam e como temos acesso a essas informações armazenadas no decorrer de nossa vida.

Nossas matérias de capa propõem uma discussão orientando nosso leitor sobre como a neurociência pode ajudar a escola e o professor a tornarem o aprendizado mais eficiente e mais interessante para o aluno, já que pesquisas mostram que o aprendizado se dá de forma mais eficaz e o armazenamento de informações será mais preciso se mais sentidos forem estimulados no processo cognitivo. Compreende-se, então, a importância de o professor se sensibilizar para o planejamento de suas aulas, a exploração de diferenciadas práticas de ensino que englobem a maior quantidade de sentidos, para que os estímulos sejam captados a todo momento, de todas as formas.

Também destacamos os projetos didáticos publicados nesta edição, que compartilham formas diferenciadas de trabalho com a aprendizagem dos alunos. Primeiro, no Colégio Imaculada Conceição, com a exploração do cinema como instrumento de sensibilização e, depois, no Centro Educacional Vila Sézamo, com a belíssima culminância do projeto ConVIVÊNCIA, propondo aos discentes e docentes novos ambientes e experiências didáticas diferentes dos comumente vistos nas dependências da escola no dia a dia.

Em seguida, trazemos uma série de textos de formação continuada permeando vários temas paralelos ao processo de ensino-aprendizagem, como a evasão escolar, discutida pelo autor José Raimundo de Jesus; o desafio de formar leitores, da autora Sandra Bozza; e como o erro deve ser encarado no processo de ensino-aprendizagem, proposto pelo doutor Júlio Furtado.

Esperamos contribuir ainda mais para sua formação continuada. Sem você, educador e educadora, todo o nosso trabalho não teria sentido. Escrevemos para você e esperamos que nossas propostas reflitam na aprendizagem de seus alunos.

Bons estudos.

Um grande abraço,

fixa_assinatura_editor_fmt

 

cubos