Edição 05

Matérias Especiais

Folclore – 22 de agosto

A palavra folclore é de origem inglesa.

Folk significa povo e lore, sabedoria, ou seja, sabedoria popular. Essa idéia passa de pai para filho, como também as brincadeiras: pião, pipa, pega-pega, amarelinha… Ninguém sabe quem as inventou, mas que é bom brincar, é!

A cultura pode ser diferente em cada lugar, varia muito de uma região para outra, mesmo no Brasil. Sofremos diversas influências de povos distintos, e com essa mistura descobrimos, quase sem perceber, as músicas, as lendas, as receitas, adivinhas, os ditos e os ritmos.

É isso, o folclore faz parte da nossa vida. Que tal usarmos como uma grande e rica ferramenta em sala de aula?

Prepare-se. Comece passando essa contribuição milenar.

Nossa tradição cultural também fala de trava-língua. É uma ótima brincadeira que tem como objetivo dizer frases complicadas bem depressa. Experimente algumas:

1) Sucessos sucessivos sucederam-se em Sussuí, à soluçante Suzana, ou Salmouras salgadas só salgam salsichas.

2) Quem compra cara a paca Pagará a paca cara. Pois quem a paca cara compra paca cara pagará.

3) O doce perguntou ao doce. Qual era o doce mais doce. O doce respondeu ao doce que o doce mais doce era o doce de batata-doce.

4) Porco crespo e toco preto, toco preto e porco crespo.

5) Três dragões graduados e trinta brincos trincados.

6) Tem um tatupeba com sete tatupebinhas. Quem destatupebar ela, bom destatupebador será.

A música e a dança estão bastante presentes nas festas populares do Brasil.

Elas são marcadas por muito ritmo e muita animação.

cubos