Edição 25

O livro da vez

Livro interativo ajuda filhos e pais a melhorarem o relacionamento

livrodavezLivro: Eduque com Carinho – filhos Eduque com Carinho – pais
Autora: Lídia Weber
Editora: Juruá Editora

Broncas e desentendimentos podem ser substituídos por brincadeiras e afeto

Aprender noções de respeito, comportamento e relacionamento familiar como se estivesse brincando: é esse o objetivo do exemplar Eduque com Carinho – para filhos (que pode ser lido por eles ou contado pelos pais), que a Juruá Editora está lançando juntamente com Eduque com Carinho – para pais, da psicóloga Lídia Weber, pesquisadora com 24 anos de experiência, sendo dez na área familiar.
Com criatividade, linguagem adequada ao universo infantil e ilustrações modernas, os velhos sermões sobre obrigações, deveres e responsabilidades são substituídos por dicas e brincadeiras muito mais fáceis de serem assimiladas. “Lançar um livro específico para a criança era uma maneira dos pais se aproximarem de seus filhos e vice-versa. Fazendo um livro só para os pais, não haveria a interação necessária para realmente melhorar o relacionamento familiar”, explica Lídia, que é professora e pesquisadora da Universidade Federal do Paraná (UFPR).
O ponto central do livro é a importância de ter afeto e saber demonstrá-lo. Cartinhas, abraços, beijos, perguntas: qualquer agrado ou simples palavras e atitudes podem transformar a convivência para melhor. Afinal, relação familiar “é estar perto, é estar junto, é como o pão que envolve a salsicha no cachorro-quente”, compara a autora, aliando palavras às ilustrações divertidas do cartunista Bennet.
Com elementos lúdicos e de fácil entendimento, Lídia procura esclarecer o que se pode fazer para melhorar a relação dos filhos com seus pais e consigo mesmos. As idéias e atividades vão sendo repassadas com a ajuda de dois personagens: a menina Juju (de 6 anos) e o garoto Cadu (de 8 anos). As 32 páginas são recheadas de exercícios que incentivam os filhos a aproximarem-se dos pais, como, por exemplo, pesquisar qual a brincadeira de que eles mais gostavam quando eram crianças.

Certo e Errado
As tais regras, que muitas vezes as crianças gostam de confrontar, são mostradas como parte do cotidiano; sem elas, ficaria muito difícil nos organizarmos, tornando a vida mais complicada. “Você já pensou como seria se as pessoas não seguissem horários, não respeitassem as filas, não parassem no sinal vermelho?”, diz, induzindo a um questionamento.
Nenhum assunto temido pelas crianças fica de fora — nem mesmo o assustador castigo. Lídia avalia que essas punições são tentativas dos pais de melhorarem o comportamento dos filhos e ajudá-los a estabelecer a noção de certo e errado.
As qualidades também são bastante destacadas, como a sinceridade, a autonomia e a amizade com os pais. Para a autora, é fundamental estabelecer diálogo franco e transparente, para que sejam os pais as primeiras pessoas a quem os filhos peçam conselhos, contem sobre seu dia, suas dificuldades e alegrias.

Sobre a autora
A autora Lídia Weber é psicóloga desde 1980 e já escreveu os livros: Aspectos Psicológicos da Adoção, Laços de Ternura, Pais e Filhos por Adoção no Brasil e O Filho por Adoção. É professora e pesquisadora do Departamento de Psicologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) desde agosto de 1982; especialista em Antropologia Filosófica e em Origens Filosóficas e Científicas da Psicologia; mestra e doutora em Psicologia Experimental, pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Leciona, nos cursos de graduação e pós-graduação em Psicologia, as disciplinas: Análise do comportamento; Desenvolvimento infantil; Institucionalização, abandono e adoção; Relacionamento amoroso: teoria e pesquisa; Pesquisa em Psicologia.
Informações sobre os livros
Eduque com Carinho – filhos contém 32 páginas. Eduque com Carinho – pais contém 160 páginas.
E-mail: www.jurua.com.br

cubos