Edição 77

Mensagem inicial

O homem que amava caixas

Era uma vez um homem.2_mensagem_inicial
O homem tinha um filho,
o filho amava o homem,
e o homem amava caixas.
Caixas grandes,
caixas redondas,
caixas pequenas,
caixas altas,
todos os tipos de caixa!
O homem tinha dificuldade em dizer ao
filho que o amava;
então, com suas caixas, começou a
construir coisas para seu filho.
Ele era perito em fazer castelos,
e seus aviões sempre voavam…
a não ser, claro, que chovesse.
As caixas apareciam de repente, quando
os amigos chegavam, e, nessas caixas,
eles brincavam…
e brincavam…
e brincavam.
A maioria das pessoas achava que o
homem era muito estranho.
Os velhos apontavam para ele.
As velhas olhavam zangadas para ele.
Seus vizinhos riam dele pelas costas.
Mas nada disso preocupava o homem,
porque ele sabia que tinham encontrado
uma maneira especial de compartilharem…
o amor de um pelo outro.

KING, Stephen Michael. O homem que amava caixas. Brinque-Book, 1997.

cubos