Edição 57

Matérias Especiais

O uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) no âmbito educacional e as novas modalidades de ensino

Silvio Profirio da Silva

imagem_10

Nos últimos anos, a sociedade tem passado por grandes avanços tecnológicos e científicos. Tais avanços têm-se refletido, continuamente, no contexto educacional, ocasionando o surgimento de novas modalidades de ensino. Dentre as modalidades que se utilizam dos artefatos da informática no processo de ensino-aprendizagem, destaca-se o Ensino a Distância (EAD). Essa modalidade de ensino, ultimamente, propagou-se em nosso país. Ela não é algo recente na Educação brasileira. Contudo, ocorreram diversas mudanças em sua estrutura no decorrer dos últimos anos.

Inicialmente, o EAD estava voltado para o Ensino Técnico ou a qualificação profissional. Nos últimos dez anos, percebe- -se uma adesão substancial ao Ensino Superior, sobretudo no que concerne aos cursos de licenciatura. Outra mudança significante que ocorreu na estrutura dessa modalidade diz respeito aos recursos didáticos. Atualmente, o processo de ensino-aprendizagem se dá por meio dos recursos digitais, como CD e DVD, e, acima de tudo, dos virtuais, tais como Internet, videoaulas ou videoconferências, além do material impresso e da tutoria.

Há alguns anos, o EAD utilizava como suporte didático o material impresso e as fitas de áudio ou de vídeo, que eram distribuídos através de correspondência. Essas mudanças evidenciam a intensificação do uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) no âmbito educacional. A partir da substituição da correspondência pelos recursos virtuais, ocorre a disseminação de tal modalidade em diversos estados brasileiros.

Estudiosos dessa tendência pedagógica apontam diversos pontos positivos, dentre os quais se destaca a flexibilidade no tempo, na medida em que seus usuários podem adequar o estudo à sua realidade cotidiana. Mas, sem dúvida, o aspecto positivo que mais se destaca é a minimização do espaço, visto que tal modalidade chega a cidades distantes onde não há oferta de cursos superiores e, quando há, a quantidade de vagas não é suficiente para atender a todo o público. No entanto, esses estudiosos não se limitam a abordar os aspectos positivos, mas também os negativos, como é o caso de deficiências na infraestrutura de algumas instituições.

No âmbito das mudanças impostas pelo processo de globalização, essa nova forma de aquisição de conhecimento representa a inserção das TICs no contexto educacional, o que ocasiona o surgimento de novas perspectivas para o ensino. Além disso, tal modalidade altera a ênfase tradicional dada aos conteúdos escolares, na qual o professor repassa aos alunos conhecimentos e saberes como única visão de mundo, isto é, uma aprendizagem receptiva e mecânica — o que Paulo Freire conceitua como educação bancária. Nesse sentido, o EAD representa o contexto das mudanças e da inclusão de novas TICs no processo de ensino-aprendizagem.

Silvio Profirio da Silva é aluno do curso de Letras da UFRPE.
E-mail: silvio_profirio@yahoo.com.br

cubos