Edição 108

Projeto Didático

Por uma alimentação saudável: estamos nos alimentando cada vez mais e nos nutrindo cada vez menos.

Público-alvo: crianças de 4 a 10 anos e seus pais.

APRESENTAÇÃO

Família e escola enfrentam diariamente o desafio de persuadir suas crianças a abdicarem de salgadinhos, frituras, doces e balas como principais alternativas de lanche. Atraídas por guloseimas, elas não se permitem experimentar uma alimentação saudável à base de vegetais.

Como sabemos, para o bom desenvolvimento das crianças, é fundamental uma alimentação balanceada, e defender a inclusão de vegetais pode ser um grande desafio. Assim, vivenciar um projeto que atinja as crianças e seus pais, no sentido de familiarizar os alunos com o mundo vegetal e incentivá-los à descoberta de novos sabores, desenvolvendo neles a vontade de experimentar novos alimentos, pode ser o caminho mais eficaz.

Daí o projeto Por uma alimentação saudável foi desenvolvido pelo Colégio Diocesano de Caruaru, no IV Congresso Infantil CDC, mobilizando a comunidade escolar em torno de objetivos comuns.

OBJETIVOS

Geral

• Estimular os pais e as crianças a mudarem os hábitos alimentares não saudáveis.

Específicos

• Mostrar a relação entre alimentação e distúrbios de comportamento.27

• Disseminar informações acerca do valor nutritivo de vegetais que não são apreciados no cardápio do dia a dia, embora sejam importantes para o crescimento saudável das crianças.

• Aguçar a vontade das crianças de comer uma variedade de alimentos vegetais que não fazem parte da rotina delas.

• Orientar os pais na organização da lancheira das crianças, substituindo as guloseimas por lanches nutritivos e saudáveis.

DESENVOLVIMENTO

Atividades preparatórias
(duração prevista: 2 semanas)

• Organização de seis oficinas acerca de vegetais comestíveis: Oficina das sementes, Oficina das raízes, Oficina das flores, Oficina dos caules, Oficina das folhas, Oficina dos frutos.

• Pesquisa bibliográfica e planejamento das ações a serem realizadas sob a orientação dos professores coordenadores e oficineiros.

• Produção de material didático a ser utilizado (slides, jogos, listagem de compra de vegetais, etc.).

Atividades de culminância
(duração prevista: 4 horas)

• 1° momento (2 horas)

- Crianças organizadas em grupos de 25 alunos participaram, num sistema de rodízio, de duas oficinas, dentre as seis oferecidas.

- Pais assistiram a duas palestras, no auditório do Colégio:

Palestra de Sandra Galindo – Como substituir as guloseimas

Palestra de Samira Lima – Alimentação e distúrbio de comportamento

• 2° momento (1 hora)

- Encontro dos pais com as crianças em espaço lúdico, com os jogos Testando conhecimentos sobre os vegetais comestíveis e feira de alimentos saudáveis para degustação.

• 3° momento (1 hora)

- Show musical entoando músicas infantis, brindando o evento que chegava ao seu ato final.28
Um show para ser degustado.

 

Comer Comer
Compositor: Carlos Gonzaga

Quero acordar bem cedinho,

fazer um lanchinho:

laranja, café, leite e pão.

 

Quero também chocolate,

iogurte, abacate,

biscoito, presunto e melão.

 

Quero comer, toda hora,

uma torta de amora,

bolinha de anis ou caju.

Eu gosto mais de torrada

e uma baita fritada

de carne de cobra e tatu.

 

Eu gosto mais de torrada

e uma baita fritada

de carne de cobra e tatu.

Até de tatu?

De cobra faz mal!

Mas que comilão! Nhão, nhão, nhão!

 

Comer comer, comer comer

é o melhor para poder crescer.

[...]
Feijão Maravilha
Compositor: Gonzaguinha

Dez entre dez brasileiros preferem feijão.

Esse sabor bem Brasil, verdadeiro fator de união da família.

Esse sabor de aventura,

o famoso pretão maravilha,

faz mais feliz a mamãe, o papai, o filhinho e a filha.

 

Dez entre dez brasileiros elegem feijão!

Puro, com pão, com arroz,

com farinha ou com macarrão, macarrão, macarrão!

E nessas horas esquecem dos seus preconceitos.

Gritam que esse crioulo é um velho amigo do peito.

 

Feijão tem gosto de festa. É melhor e mal não faz.

Ontem, hoje, sempre: feijão, feijão, feijão,

o preto que satisfaz!…

Avaliação
(depoimento das mães)

Na minha opinião, o congresso infantil sobre alimentação procurou despertar nos alunos e nos pais a necessidade de hábitos alimentares mais saudáveis, mostrou a importância de uma dieta alimentar balanceada e os problemas causados pela má alimentação. Ainda foram apresentados vários alimentos novos às crianças, aguçando a atenção e a curiosidade em prová-los. Foi um momento muito significativo de aprendizagens!

Sheila Poliane, mãe de Maria Elisa, 1o ano do EF.

 

Parabenizo o Diocesano pela linda iniciativa de estimular a educação alimentar dos pequenos. Atitudes como esta promovem o bem-estar e a garantia de uma alimentação saudável. Com isso, reduzimos o consumo dos produtos industrializados aqui em casa. Espero que eventos como este se repitam! Parabéns a todos!

Amanda Rufino, mãe de Maria Luiza, 2o ano do EF.
O congresso de nutrição foi um momento ímpar, pois mobilizou não só os pais, como também as crianças, no que diz respeito a ter uma alimentação saudável! A experiência foi bastante produtiva e nos mostrou na prática como diversificar os alimentos mantendo o sabor e a saúde de toda a família.

Brunela Machado, mãe de Valentina, 4o ano, e de Nuno, 1o ano do EF.

 

Palestra Alimentação e distúrbio de comportamento

Samira Lima – nutricionista esportiva funcional
Ingestão de carboidratos simples

(açúcar, refinados como farinha branca (pães/massas feitos com ela) e arroz branco, sucos de frutas coados, produtos processados com açúcar adicionado).

Fome e Compulsão

  • Diminuição dos níveis de glicose (aumento do apetite e da compulsão).
  • Cansaço.
  • Irritação.
  • Repetição do ciclo.

Aumento da Glicemia (concentração de açúcar no sangue)

  • Liberação de dopamina (sensação de prazer que queremos repetir) pelo cérebro.
  • Aumento da secreção de insulina

Diminuição da Glicemia

  • Aumento dos níveis de insulina .
  • Bloqueio aos acessos das células de gordura.
  • Redução da dopamina.

EXISTE UMA FORTE INFLUÊNCIA ALIMENTAR EM TODOS ESSES PROCESSOS

  • Impulsividade
  • Agressividade
  • Ansiedade
  • Agitação física
  • Distúrbio de concentração
  • Comportamento destrutivo
  • Irritabilidade
  • Agitação mental
  • Baixa autoestima
  • Compulsividade
  • Déficit de atenção
  • Nervosismo
  • Alteração de humor
  • Depressão

PALESTRA COMO SUBSTITUIR AS GULOSEIMAS? DICAS DE LANCHES SAUDÁVEIS

Sandra Galindo – nutricionista

O que fazer para substituir as guloseimas?

• Dar prioridade aos lanches naturais: suco, fruta in natura, bolo e biscoito caseiros, geleia de frutas, sanduíche natural, bolinho de goma, biscoito integral, granola, iogurte, água, água de coco, castanha, queijo, ovo de codorna, tomate-cereja, pepino, etc.

• Estabelecer horários regulares para se alimentar (disciplina alimentar).

• Substituir o suco de caixinha e achocolatado por suco natural.

• Fazer uso de lancheira e garrafinha térmica para acondicionar, de forma correta e segura, o alimento.

Dicas para montar a lancheira

• Conscientizar a criança da importância da alimentação saudável.

• Envolver a criança na compra de novos produtos para o lanche.

• Montar a lancheira com a participação da criança.

• Utilizar utensílios adequados e coloridos (potes com formato de frutas, lancheiras com divisórias, pegadores coloridos).

• Procurar convencer a criança a provar novos alimentos de forma lúdica (evitando a neofobia).

• Ser criativo ao montar os sanduíches. Abuse das cores e dos formatos.

• Cuidado com os exageros com relação à quantidade: + ou – 200/220 calorias (levando em consideração a idade e as necessidades da criança).

• Dar preferência às frutas da época.

• Usar de flexibilidade. Evitar as imposições e negociar com a criança.

• Se tiver que recorrer aos lanches industrializados, procurar escolher os menos calóricos.

OFICINA DAS SEMENTES

A semente é o óvulo maduro e já fecundado de uma planta. Atualmente, diferentes tipos de semente são itens essenciais e indispensáveis na dieta de milhões de pessoas e são diretamente consumidos, como amendoim, nozes, milho, arroz e feijão, ou utilizados como base para outros alimentos, como o caso do trigo, centeio e lúpulo. As sementes de romã, abóbora (torrada) e jaca (cozida) também são saborosas, embora pouco consumidas. Está comprovado cientificamente que elas são importantes para equilibrar e regular as funções do organismo.29

OFICINA DOS CAULES

O caule é uma importante parte da planta, pois é responsável pela sua sustentação. Muitos caules podem fazer parte de uma refeição supersaborosa, além de saudável e nutritiva. Assim, vamos conhecer melhor alguns deles, seus sabores e seu valor nutritivo. Batata-inglesa, inhame, cana-de-açúcar, palmito e canela são exemplos de caules comestíveis.

• Batata-inglesa, ou batatinha: diminui a pressão arterial, melhora o funcionamento do cérebro, embeleza a pele, diminui as inflamações, facilita a digestão, previne o câncer, fortalece os ossos, etc.

• Inhame: melhora o funcionamento do coração, evita a anemia, combate o mal de Alzheimer, ajuda a emagrecer, etc.

• Cana-de-açúcar: melhora a saúde bucal, proporciona energia, ajuda a combater os sintomas da tosse e da febre, facilita a digestão, alivia as dores nas articulações, dentre outros.

• Palmito: fortalece o sistema imunológico, melhora a qualidade do sono, contribui com o desempenho esportivo, controla o peso, previne diabetes, combate doenças cardíacas, etc.

• Canela: combate infecções respiratórias, diminui a fadiga, combate o colesterol, diminui o apetite, etc.

OFICINA DAS RAÍZES

Raízes são hortaliças da terra que possuem órgãos especializados em reservar nutrientes, geralmente sob a forma de amido. São especialmente ricas em carboidratos, que são fonte de energia sob a forma de amido e açúcares. As raízes comestíveis possuem vitaminas e minerais.

Vitaminas

• Vitamina A: essencial para a saúde da pele e dos olhos, fundamental no combate às infecções, antioxidante. Protege o organismo contra a ação deletéria dos radicais livres.

• Vitamina do complexo B: especialmente B1, B2 e B3, importantes para o metabolismo energético e as funções do Sistema Nervoso Central, como a proteção das bainhas de mielina e o processo de formação de serotonina (neurotransmissor ligado à sensação de felicidade e bem-estar).

• Vitamina C: atua como agente antioxidante no combate às infecções, fortalecendo o sistema imunológico; atua na cicatrização de feridas; é importante para a síntese do colágeno, que é essencial para a saúde e integridade de pele, gengivas e mucosas, protegendo o organismo contra o escorbuto.

Minerais

• Fósforo: importante para a formação e manutenção de ossos, dentes e membranas celulares; proporciona boa disposição; atua no metabolismo de carboidratos; e estimula reações químicas que liberam energia no organismo.

• Ferro: essencial à imunidade, respiração e vitalidade e atua na prevenção e combate à anemia.

• Cálcio: importante para a formação e manutenção do sistema ósseo e a comunicação celular.

• Fibras solúveis: promovem saciedade e “atraem” os sais biliares e as moléculas de glicose, auxiliando no controle dos níveis sanguíneos de colesterol e glicose.

São exemplos de raízes:

• Cenoura: rica em vitamina A e C.

• Beterraba: rica em açúcares, sais minerais e vitaminas, potássio, cálcio, ferro e betacaroteno.

• Macaxeira: boa fonte de calorias e de grande quantidade de vitaminas do complexo B; além disso, possui vários sais minerais, como cálcio, fósforo, ferro e potássio. Tem poucas proteínas e quase nenhuma gordura.

• Batata-doce: tem um alto teor energético, com muitas calorias; é rica em carboidratos; contém cálcio, ferro e fósforo e vitaminas A, C e do complexo B; e é excelente fonte de betacaroteno.

OFICINA DAS FOLHAS

• Acelga: melhora o desempenho físico, a visão e a saúde dos ossos; potencializa o cérebro; previne a anemia; deixa o cabelo saudável; melhora a saúde mental; oferece energia para atividades físicas; combate o estresse; e melhora a circulação sanguínea.

• Espinafre: é importante para a formação dos dentes e ossos, a construção muscular, a coagulação sanguínea, a conservação da visão, a manutenção da pele, a proteção do aparelho digestivo e a saúde do sistema nervoso; e previne desnutrição e anemias.

• Coentro: controla as taxas de glicose, melhora a digestão, fornece vitamina C e auxilia o funcionamento do coração.

• Hortelã: é indicada contra dor de cabeça, má digestão, náusea ou vômito; baixa o colesterol; limpa os pulmões e descongestiona o nariz. Tem efeito sedativo e ajuda a acalmar e a pegar no sono. Ajuda a eliminar vermes.

• Orégano: previne a gripe, controla os ataques de asma, atua na prevenção do câncer, melhora a saúde do coração, auxilia a digestão e diminui dores musculares e inflamações.

• Capim-santo: serve de calmante e trata da insônia.

• Couve: atua como um anti-inflamatório natural, traz benefícios para os olhos e fortalece o sistema imunológico.

OFICINA DAS FLORES

As flores têm várias finalidades:

• Medicinal – Uma das maneiras mais comuns de se utilizarem as flores é no preparo de chás. O chá de jasmim é conhecido por ter propriedades calmantes, ou seja, pode ser utilizado para controlar sintomas de estresse, ansiedade e depressão. Já o dente-de-leão é bom desintoxicante do fígado.

• Comestível – Algumas flores são ricas em nutrientes, vitaminas e minerais, por isso, cada vez mais, elas estão presentes na culinária. É o caso da flor da abóbora (que pode ser preparada empanada, em sopas, guisados), alfazema (geleia e doces), violeta-verdadeira (geleias, saladas, xarope, sorvetes), alcachofra, couve-flor, brócolis, etc.

Esses são alguns exemplos de flores comestíveis, existem muitos outros, mas na hora de ingerir flores é preciso ter cuidado, porque algumas podem ter toxidade e trazer vários danos à saúde.

OFICINA DOS FRUTOS

Os frutos podem ser classificados como carnosos, que possuem estrutura suculenta, e secos, que apresentam uma aparência ressequida. Muitos frutos guardam seus mais importantes nutrientes na casca. A casca dos frutos é rica em fibras porque é a parte que mais recebe energia da luz solar, e ela serve para proteger o resto do fruto. Por isso, a casca do fruto aumenta o valor nutricional da fruta.

Os frutos, fontes de nutrientes, vitaminas e minerais, são antioxidantes, têm nutrientes essenciais para a proteção das células; possuem, geralmente, altos índices de fibras; ajudam a regular o organismo; e nos defendem de doenças e viroses.

DINÂMICA DE GRUPO JOGO DE TRILHA

14

(Imagem)

QUEM SOU EU?

(Imagem)

cubos