Edição 30

O livro da vez

Presentes para Quintana

Fabiana Barboza

livro_vez

As novas edições dos livros Sapato Furado e Lili Inventa o Mundo são verdadeiros presentes para o nosso querido Mario Quintana.

Ao me deparar com os livros Sapato Furado e Lili Inventa o Mundo, fiquei, de fato, muitíssimo feliz pelas obras-primas que estavam em minhas mãos. Não apenas pelo valor literário, próprio dos textos de Quintana, mas também pela beleza das ilustrações e qualidade do material e da impressão. Na verdade, livros como esses são verdadeiros alimentos para o espírito. Prepare-se!

A seleção dos textos foi primorosa. As crianças entram em contato com toda a doçura do poeta Mario Quintana, mesmo quando ele escreve sobre a morte no livro Sapato Furado. Já no Lili Inventa o Mundo, o texto traz toda a inteligência, a criatividade e a leveza do autor. Além disso tudo, o imaginário do leitor é estimulado o tempo inteiro, durante a leitura. Delicie-se!

É preciso dizer que o trabalho dos ilustradores André Neves e Suppa ficou fantástico. Pode ter certeza de que eles fizeram tudo com muito capricho. Em ambos os livros, as composições visuais estão perfeitas: traços, cores, técnicas e dimensões. O leitor entra em contato com a sintaxe da linguagem visual de forma prazerosa, aprendendo a “ler” imagens de qualidade. Deguste!

No que diz respeito ao material dos livros, o papel, a impressão e o acabamento são muito bons. Inclusive, ao segurá-los, podemos perceber o cuidado com que suas especificações foram definidas. Saboreie!

Além disso tudo, é preciso ressaltar que os critérios de análise desses livros não ficam apenas nesses. Se observarmos mais tecnicamente o produto, podemos levar em consideração três aspectos fundamentais que muitos livros de literatura deixam “passar”: legibilidade, “leiturabilidade” e compreensibilidade. A legibilidade está no fato de que a escolha das fontes foi bem conveniente. Na verdade, não existe qualquer dificuldade em reconhecer as letras impressas. Quanto à “leiturabilidade”, podemos pontuar que a semântica do texto “dialoga” muito bem com a proposta. E, no tocante à compreensibilidade, a obra é bem apropriada ao público leitor. Enfim, satisfaça-se!

cubos