Edição 91

A fala do mestre...

Professor é tudo igual!

Nildo Lage

19

Professor é como mãe… É tudo igual.
Pega no pé… Por qualquer vacilo, vem bronca!
“Se der um passo fora da sala, o próximo é a direção!”
Não tem jeito, é tudo igual… Só muda de nome.
E, em casos peculiares, de disciplina.
Pois o endereço é o mesmo, o da escola.
Mal dei os primeiros passos na sala de aula,
deparei com ele, o PEDAGOGO.

Com o aspecto de quem não quer conversa,
sentou no trono e declarou:
— Estou aqui para lhe ensinar o bê-a-bá!

Mal ensaiei os primeiros passos… Mudei de ciclo.
E deparei com uma multidão.
Vários estilos, várias disciplinas, vários jeitos de ensinar, várias naturezas.
Gente boa, linha-dura, brigão, parceiro, calmo… Estressado… Relax…
… Fiquei de cabeça virada.

Como o tempo não espera réplicas,
descobri, nesse universo de aprendentes e ensinantes,
que, mesmo juntos, lutando pelo sonho de ser alguém, somos diferentes, temos ideais diferentes… Olhares diferentes…
A descoberta foi a pedra fundamental, e os identifiquei:

O PROFESSOR DE DESENHO GEOMÉTRICO…
Um autêntico sabe-tudo…
De tão habilidoso, traça linhas, esboça formas.
E, no ritmo do seu compasso,
na retidão da sua régua,
desenha o mundo por meio de suas formas
geométricas…
Em meio a ângulos, vértices e retângulos,
encontrei a reta que me conduziu à vitória…

O PROFESSOR DE HISTÓRIA…
Parece um baú.
Cada vez que abre a boca,
arrebata-me para um passado distante.
Um passado repleto de guerras, lutas e conquistas.
Aprendi a HISTÓRIA dos povos, suas civilizações…
E, no instante seguinte, estava vivendo o presente…
No meu mundo… Delineando o futuro!

O PROFESSOR DE PORTUGUÊS…
Este, sim, é o cara…
O cara que me ensinou a falar correto, escrever correto…
Como professor, é um pouco de tudo.
Atirou-me no universo da literatura, da escrita…
E ali descobri que viajar na história do outro
é uma “VIAGEM” que ensina, educa, transforma o comportamento.

O PROFESSOR DE GEOGRAFIA…
É uma autêntica caixa de surpresa,
pois, antes de conhecer a geografia,
pensava que o mundo fosse apenas o meu mundo,
e me ensinou que o mundo é um universo infinito,
repleto de diversidades, diferenças…
Que uma das regras para viver nesse mundo
de relevos, desertos, florestas, cidades, campos,
regiões e países é respeitar as diferenças.

20
O PROFESSOR DE LÍNGUA INGLESA…
É estranho, nem parece que é brasileiro…
Mas foi com ele que aprendi que amor é love.
E love é tudo de bom!
De tão bom, aprendi que no é não.
Não deixar jamais de aprender.

O PROFESSOR DE ARTES…
É o artista da escola.
Foi ele quem me ensinou que arte é a forma mais sublime de expressarmos sentimentos, revelarmos culturas, universos inusitados
e expressarmos habilidades…

O PROFESSOR DE CIÊNCIAS…
Parece que foi gerado pela própria essência da vida.
Ensinou-me sobre biomas, vidas… As formas de vida.
Com ele, aprendi que respeitar a vida, a natureza,
é a garantia de vida no planeta.

O PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA…
É um atleta espetacular.
Não coleciona medalhas olímpicas, mas me ensinou na prática que jogar vôlei, futebol, basquete vai além do competir. É ESPORTE; e esporte é interação, desafios,
respeito aos nossos limites e ao eu do outro.

O PROFESSOR DE FILOSOFIA…
De tão sábio e habilidoso, me conduziu
à essência do eu. E aprendi que crescer com valores
edifica o humano para uma vida de equilíbrio, derrotas, vitórias e sucesso.

O PROFESSOR DE MATEMÁTICA…
Desvendou um novo universo.
Um universo de números e sinais.
Foi nesse universo que aprendi, com os números,
a somar conquistas,
subtrair problemas,
dividir sonhos
e multiplicar horizontes.

Hoje reconheço que foram esses PROFESSORES
que me ensinaram o bê-a-bá,
a delinear as formas geométricas do mundo,
a explorar os povos e suas civilizações;
a falar a nossa língua com fluência;
a conhecer outras línguas,
a geografia do mundo, suas artes, seus biomas,
seus valores;
a contabilizar erros e acertos…
E, assim, a crescer como humano, como cidadão…
As lições, as trocas ampliaram a minha ótica de humano.

E certifiquei-me de que PROFESSOR PODE SER TUDO IGUAL, mas cada professor é um herói do seu jeito.
Pois inventa do seu jeito,
doa do seu jeito
e torna-se referência na vida daqueles
que sonham e ambicionam construir um mundo melhor por meio da EDUCAÇÃO.

Obrigado a você, que tantas vezes intitulei de maçante, intransigente, durãochato

Se não fosse o PROFESSOR,
eu não teria escrito esta homenagem.
Tampouco VOCÊ a estaria lendo.

cubos