Edição 112

Refletindo...

Professor em quarentena

Célia Lima

De uma semana pra outra, tivemos que nos adaptar.

Para esta realidade, foi preciso reinventar uma abordagem nova na maneira de ensinar.

 

Agora as aulas online viraram realidade.

Para nós um desafio, mas também necessidade de atender aos alunos com muita seriedade.

 

Professores não são youtubers, como diz uma mensagem.

Pais não são professores, mas, juntos, temos coragem por amor às nossas crianças numa só aprendizagem.

 

O aluno é protagonista nesse ambiente escolar.

E nós, como professores, queremos proporcionar todas as possibilidades para o mesmo estudar.

 

Nesse tempo de quarentena, nós estamos estudando.

À nova tecnologia, estamos nos adequando com aulas de excelência para o nosso educando.

 

Gera medo e ansiedade, toda essa situação.

Não só de sair de casa nem só da contaminação, mas também o nosso lado no aspecto profissão.

 

Queremos oferecer uma aula de qualidade nesse ambiente virtual, com precisão e verdade, para que a escola mantenha sua credibilidade.

 

A quarentena traz saudade do nosso contato humano, do beijo e do afago.

Parece até desumano nos privar dessa união em nosso cotidiano.

 

Queremos dar os beijos, os abraços carinhosos, aquele aperto de mão e acenos atenciosos.

Que tenhamos, todos juntos, carinhos afetuosos.

 

Que, o amor pela profissão, nós possamos demonstrar.

Que esse coronavírus logo venha passar, pois, nossos queridos alunos, nós queremos abraçar.

 

quarentena

cubos