Edição 12

Professor Construir

PROFESSOR-PROFESSOR E PROFESSOR EDUCADOR

Existe uma sutil diferença na referência entre os profissionais da área de educação. E o que faz essa diferença é a tomada de consciência quanto à decisão do seu papel no processo do ensino–aprendizagem. O professor educador é semeador de projetos de vida, é o norteador de caminhos profissionais, é o que assume o compromisso com o desenvolvimento do outro. Para ilustrar essa sutil diferença, a professora Neusa Alves de Amorim conta sua história profissional:

“Comecei a ensinar em 1954, em Caraíba, no município de Carpina/PE. Nessa época, não existia professora. Era uma só pessoa pra tudo. Começávamos com a carta do abc, depois a cartilha, etc. Depois vinha o 1° ano, 2°, 3°, 4° e admissão. Não existia prova mensal, só no fim do ano se fazia o exame. Era tudo decorado para os alunos responderem as perguntas aos diretores. O professor sofria demais… tínhamos dificuldades até de escrever os nomes dos alunos, pois muitos não tinham registro de nascimento, e as mães imploravam para matricularem seus filhos. (…) Eu mesma terminava o ano com 50 alunos. Quando adoeci, fui obrigada a sair, morrendo de pena daquelas crianças querendo estudar sem ter professor.

Após 45 anos, fui homenageada, no Dia das Mães deste ano, por um ex-aluno, Henrique Pereira, com um poema que resgata a importância e o reconhecimento de ser professora educadora.”

Para Dona Neusa

Dona Neusa, lhe escrevo
Com uma imensa saudade
Lhe desejando saúde
Muita paz e tranqüilidade
Para a senhora e seus fãs
Lhe seja o Dia das Mães
De muita felicidade.

Mando com muito carinho
À minha ex-professora
Este poema inspirado
De mensagem encantadora
Lhe considerando assim
Que a senhora foi pra mim
Minha mestra e genitora.

E neste Dia das Mães
Data santa e consagrada
Seja toda mãe querida
Sempre reverenciada
Todo bom filho é feliz
Abraçando a mamãe, diz
És minha mãe amada.

A senhora, eu considero
Como uma mãe querida
Porque através das letras
Deu-me instrução preferida
Que o homem livre conduz
O saber é como a luz
Que clareia a minha vida.

Com os meus familiares
Aqui também me reúno
Dando conselhos aos meus
Como bom pai ou tribuno
Lhe manda de coração
Um forte aperto de mão
Henrique, seu ex-aluno.
Azulão.

Dona Neusa tem 68 anos de idade e se lembra perfeitamente do aluno Henrique, que cursou até o 4º ano (incompleto). Como professora educadora, ela fez a diferença na vida do ex-aluno. Ela é nossa homenageada Professor Construir.

 

cubos