Edição 57

O livro da vez

Professor, profissão perigo

Hamilton Werneck

imagem_3A violência prolifera dentro de uma falta de cultura, de vínculo familiar e de comprometimento com as pessoas. Daí ser importante para as escolas, além do trabalho de ensinar, atacar com vigor as raízes da violência, enfrentando a realidade.

Numa linguagem que lhe é peculiar, o autor transita pelo tema da violência em sala de aula, abordando tanto o lado do aluno e do professor quanto o da escola. São os novos medos, os novos “lobos maus” que cresceram e viraram monstros. Num certo sentido, “escola não é delegacia, e professor não é investigador”, mas, também, tanto a escola quanto o professor não podem esconder o assunto, pois ele está muito perto de nosso dia a dia, inclusive dentro da escola, e com grandes reflexos sobre todos os seus membros.

Editora: DP et Alii

cubos