Edição 21

Professor Construir

Projeto Casa do Escritor

O Projeto Casa do Escritor, entre tantos projetos literários, é mais uma atividade didática promovida com o fim de criar, despertar e cultivar a prática constante e indispensável da leitura, seja na primeira, na segunda ou na terceira idade, uma vez que livro nenhum tem período ou momento exato para ser lido, não nos cumula anos, mas sabedoria para vivê-los melhor.

Livros são alimentos riquíssimos para a formação da nossa personalidade, para a cristalização do nosso saber e para a calcificação da nossa auto-estima e, o melhor, não são perecíveis; não somente podem, mas devem ser mantidos ao alcance das crianças e consumido em grandes doses, desde a pré-alfabetização até as mais tenras primaveras.

Acreditando e investindo nessa premissa, nosso objetivo é levar não apenas o aluno, mas também os professores e os pais a se familiarizarem, primeiramente, com o autor das obras — pesquisando sobre sua vida, suas motivações para escrever, seu estilo, sua percussão — e, só a partir desse conhecimento, se lançar à leitura das obras previamente selecionadas.

Fundamentação Teórica

A tarefa de educar, há muito, reclama do corpo docente criatividade, dinamicidade e, o mais importante, exemplos vivenciados na prática e não meramente citados ou solicitados. Nada mais é porque é ou se faz porque tem que fazer! Dadas as novas diretrizes do ensino e seu caráter multidimensional, o aluno deixa de apenas receber os conteúdos e passa a experienciá-los, buscando suas origens e suas aplicações na prática.

Com a leitura ou a literatura não acontece diferente, o professor tem de estar engajado no projeto de ler e reler para melhor orientar e incentivar esse dom nos alunos, que constantemente vêm sendo persuadidos pelos meios de comunicação em massa. Nesse sentido, um dos objetivos do Projeto Casa do Escritor é motivar paralelamente toda a comunidade escolar, de forma que, desde o Jardim à 8ª série, durante um bimestre, se trabalhe o mesmo escritor, com todos juntos, buscando e descobrindo coisas novas.

Ao educador, é designada a função de adaptar a mensagem dos livros às habilidades e competências programadas para serem vencidas em sala de aula, interdisciplinarizando e enriquecendo a bagagem cultural do aprendiz e de si próprio.

casaescritor03

Objetivos do Projeto

O Projeto Casa do Escritor tem por objetivo motivar os alunos a adquirirem gosto pela leitura com base na exploração da vida do autor. O que, geralmente, é apenas citado ao final de um livro ou de uma aula, aqui é o que rende de uma a duas semanas de trabalho.

Cômica ou tragicamente, uma das nossas inspirações foi ouvir uma professora sugerir um encontro com o escritor Monteiro Lobato em pleno ano de 2002. Parece bizarro, mas foi a pura verdade. Contudo isso não era de todo mal, pior são aqueles que sequer sabem quem foi Monteiro Lobato e tantos outros talentos que já brilharam, deixando marcas indeléveis na literatura, e os que estão brilhando por aí, dando seqüência ao nosso tesouro e mostrando que livro não é coisa do passado e que jamais será ultrapassado.

Realçando e abraçando uma frase do escritor Ziraldo, a escola ideal é o lugar onde se ensina, antes de mais nada, o prazer pela escrita e pela leitura. A química do aprender está em misturar o viver com as
letras.

Objetivos Específicos

Os objetivos listados abaixo devem ser selecionados de acordo com o grau de desenvolvimento e de maturidade da turma.

- Trabalhar a leitura e a interpretação dos alunos a partir dos desenhos e sinais gráficos que o texto apresenta.
- Extrair do texto um referencial positivo de bons hábitos e atitudes.
- Desenvolver habilidades artísticas a partir do desenho, da pintura ou da confecção de um personagem ou de uma cena que tenha chamado a atenção da criança.
- Trocar informações, respeitando a opinião do outro.
- Estimular o pensamento crítico.
- Modificar a compreensão da realidade por meio de pesquisa.
- Descobrir características culturais do autor e da sua obra.
- Ser capaz de elaborar textos de conteúdo rico e sensível.
- Criar o novo.
- Produzir redações poéticas ou informativas.

Público-alvo

A princípio, nossa meta era atingir todos os alunos do Inse — onde o projeto foi concebido, desde o Jardim à 8ª série — e seus respectivos professores. Hoje, com pouco mais de um ano de implementação, temos percebido um grande envolvimento por parte dos pais e dos demais funcionários da escola, o que nos motiva e faz crer que tudo é uma questão de iniciativa e de persistência.

Metodologia do Projeto

Esse projeto foi idealizado com o propósito de estimular a leitura, suscitar a criatividade, a imaginação e a inteligência dos nossos alunos que, no geral, constituem um público para a literatura infanto-juvenil.

Nossa meta é expandir informações acerca dos autores e das obras que compuseram e ainda hoje compõem a história da arte de escrever, promovendo, dessa forma, não só uma interação de intimidade entre o leitor e a história, como também uma contribuição para a sua formação intelectual.

A priori, estamos trabalhando um autor literário por bimestre. Nessas condições, a coordenação do projeto lança mão de um roteiro com sugestões de atividades para cada professor da Educação Infantil e do Ensino Fundamental de 1ª a 8ª séries, de forma que esses se sintam motivados a interagir com seus alunos na pesquisa sobre a vida e a obra do autor que estiver em pauta.

Uma coisa que foi realçada desde a implementação do projeto é que qualquer atividade pedagógica proposta no âmbito escolar depende, em parte, do interesse dos participantes. Ao nosso educador, garantimos assistência no processo de motivação, de aquisição de materiais que viabilizem a aplicação do projeto e de biografias e bibliografia que facilitem a busca.

casaescritor02

Como funciona o Projeto Casa do Escritor

O Projeto Casa do Escritor inicia-se justamente dentro de uma casa maqueteada. O primeiro passo é estimular os alunos a desvendarem, juntamente com os seus professores, a identidade da foto do escritor apresentado.

Quem sou eu?

Depois de simuladas várias hipóteses sobre quem poderia vir a ser esse escritor, colocamos na casa uma pequena referência sobre a sua pessoa e o seu trabalho literário.

Muito prazer…

Agora começa a hora da pesquisa Autor e Obra. Como incentivo à aquisição desses novos conhecimentos, nós, da equipe de apoio, passamos em cada uma das salas fazendo a divulgação de um dos seus livros, lendo-o ou dramatizando-o.

Olha o que eu escrevi

Aqui, o professor listará com os seus alunos várias obras desse autor e escolherá com eles algumas histórias para serem lidas em sala.

Além dos livros apresentados e deixados em exposição na Casa, os alunos podem fazer uma pesquisa complementar extraclasse.

É interessante que os alunos conheçam pelo menos três obras do autor que estiver sendo estudado, cabendo ao professor escolher um ou mais livros para melhor interdisciplinarizar com os conteúdos do bimestre.

Fechando com chave de ouro!

O projeto de cada escritor é fechado com uma aula magna de forma que a escola inteira se faça presente, isto é, alunos, professores, servidores, coordenação e, inclusive, direção.

Não existe um modelo específico para essa culminância. A essa altura, já realizamos teatro de fantoches, dramatizações com o corpo docente, encontro com os próprios escritores, a exemplo de Jonas Ribeiro e Sávia Dumont e, por último, um sarau poético em homenagem à poesia e à música de Vinicius de Moraes.

Varléia Pires, graduada em Letras (Português) pela Universidade Católica de Brasília, é coordenadora pedagógica da Educação Infantil do Instituto de Educação Fênix – Insef, e coordenadora do Projeto Casa do Escritor.

varleia.lima@ig.com.br

cubos