Edição 136

Dicas construir

A língua na prática

APESAR DE a ou APESAR DA?

Se você já teve alguma dúvida em relação ao uso das expressões apesar de a ou apesar da, leia a dica abaixo e saiba como deixar o seu texto mais claro e elegante.

Qual das frases abaixo está correta?
Apesar de as dificuldades serem grandes, conseguiu criar os filhos com muita excelência.
Apesar das dificuldades serem grandes, conseguiu criar os filhos com muita excelência.
Buscar o consenso entre todos os estudiosos da língua para determinados processos nem sempre é satisfatório. É o caso do uso das expressões acima. Mas a gramática normativa pontua que, quando o artigo faz parte de um sintagma nominal (nos exemplos acima, as dificuldades), não se admite contração entre preposição e artigo. Então, a primeira frase é a correta.

Veja outro exemplo.

Escreva:
Renata se recuperou bem apesar de as medicações não serem suficientes.

Em vez de:
Renata se recuperou bem apesar das medicações não serem suficientes.

NOBEL E GRATUITO: DÚVIDAS NA PRONÚNCIA?

A pronúncia das palavras Nobel e gratuito não deveria gerar tanta confusão, isso por causa de uma questão muito simples: a sílaba tônica de cada uma.
A palavra Nobel é pronunciada como a palavra papel, cuja sílaba tônica é a última. Logo a palavra Nobel segue o mesmo critério desta outra. Ambas são oxítonas.
Portanto, lê-se [Nobel], e não [Nóbel].
A palavra gratuito é classificada como paroxítona; sua sílaba tônica é tui, a penúltima, e não recebe acento gráfico no i, como muitas pessoas a pronunciam equivocadamente.
Portanto, lê-se [gratuito], e não [gratuíto].


Elisa Santos é professora de Língua Portuguesa e assistente de edição.
Ivônica Xavier é professora de Língua Portuguesa e assistente de edição.

cubos