Edição 130

Mensagem inicial

Os professores são profissionais

Augusto Cury

Professores são profissionais mais importantes do que os psiquiatras e juízes, lavram o solo da inteligência dos alunos para que não adoeçam e não sejam tratados pelos psiquiatras, para que não cometam crimes e não sejam julgados pelos juízes.

Num tempo não muito distante do nosso, tentaram substituir os professores por computadores, dando uma máquina para cada aluno. Sabem o que ocorreu? A sociedade desabou. As injustiças e as misérias da alma aumentaram mais ainda. O cárcere da depressão, do medo e da ansiedade atingiu grande parte da população. A violência e os crimes se multiplicaram. A convivência humana, já difícil, ficou intolerável.

Estarrecidos, todos entenderam que os computadores não conseguiam ensinar a sabedoria, a solidariedade e o amor pela vida. Descobriu-se que o pouco de luz que entrava na sociedade vinha do coração dos professores e dos pais que, arduamente, educavam seus filhos.

Pela primeira vez, a sociedade colocou a educação no centro das suas atenções. No final de 10 anos, os resultados apareceram, e depois de 20 anos todos ficaram boquiabertos.

Os jovens não mais desistiam da vida. Não havia suicídios. O uso de drogas se dissipou. Quase não se ouvia falar de transtornos psíquicos e de violência. O medo se dissolveu, o terrorismo desapareceu, o amor triunfou. Os presídios se tornaram museus. Os jornais e as TVs do mundo deixaram de vender mazelas e lágrimas humanas. Vendiam sonhos, anunciavam a esperança.

Quando esta história se tornará realidade? Se todos sonharmos esse sonho, um dia ele deixará de ser apenas um sonho.

CURY, Augusto. 365 dias de inteligência: para viver o melhor ano da sua história. Ribeirão Preto: Dreamsellers, 2021.

cubos